Postagens populares

Mostrando postagens com marcador ARTES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ARTES. Mostrar todas as postagens

Com apoio da Fibria, artesanato indígena Ofayé participa de exposição em Brasília (DF)

Artesanato indígena Ofayé
 participa de exposição
em Brasília (DF)
Peças expostas no Salão do Artesanato, de 4 a 8 de abril, integram projeto que auxilia na revitalização da cultura da única etnia Ofayé registrada pela Funai

Três Lagoas, 5 de abril de 2018 – A Fibria, líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, apoia a participação do artesanato indígena Ofayé no Salão de Artesanato de Brasília (DF), que ocorre de 4 a 8 de abril, na ExpoBrasília. A participação no evento faz parte das ações do Plano de Sustentabilidade Indígena Ofayé (PSIO), que busca promover a revitalização cultural da única etnia Ofayé, localizada em Brasilândia (MS), do mundo registrada pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

A coleção que será levada para Brasília é composta de toalhas de mesa, guardanapos, jogos americanos, sacolas, entre outros itens. “É muito importante poder mostrar a cultura Ofayé, em outros estados. O projeto de artesanato promoveu um reencontro dos Ofayé com sua identidade e suas tradições e está cada vez mais consolidado na comunidade”, afirma Flávia Tayama, coordenadora de Sustentabilidade da Fibria.

A 10ª edição do Salão do Artesanato de Brasília vai reunir 1.500 profissionais de 18 estados e do Distrito Federal. Além da exposição e comercialização de produtos artesanais, haverá oficinas, festival gastronômico e shows de dança e música regionais.

Salão do Artesanato de Brasília
Data: 4 a 8 de abril
Horário: 16h às 22h (quarta a sexta); 11h às 22h (sábado e domingo)
Local: ExpoBrasília (Parque da Cidade, Brasília). Entrada gratuita.
Mais Informações: www.salaodoartesanato.com.br 

Atuação da Fibria junto aos Ofayé

Ao identificar a presença da aldeia no município de Brasilândia (MS), a Fibria iniciou o Plano de Sustentabilidade Ofaié (PSO), que tem por objetivo realizar um levantamento das potencialidades, ambiental, territorial e cultural dessa tribo. Um dos levantamentos apontou a necessidade de realizar ações que auxiliassem no resgate cultural da etnia.

Para promover a revitalização cultural dos Ofayé, em 2013 a Fibria reuniu, em uma cartilha termos do dialeto local, com o apoio dos indígenas. O material foi entregue à tribo para manter viva a sua língua, incentivando-a à familiarização e adoção dos termos usados nas conversas do dia a dia. A empresa também viabilizou a construção de um campo de futebol society, para desenvolver a integração social e a formação de um time batizado como “Xeheki Agaxäfwatae”, expressão que significa “Os Guerreiros” na linguagem Ofayé.

Em 2014, a Fibria incentivou o trabalho dos indígenas com o artesanato, não só para valorizar a história e os costumes dos Ofayé, mas também para expressar a memória cultural desse povo. Antes de confeccionar as peças, entretanto, foi necessário um levantamento cultural dos costumes Ofayé e, para isso, a Fibria contou com a consultoria do antropólogo Carlos Alberto Dutra, contratado para assessorar com acervos e registros étnico-culturais e iconográficos que foram utilizados como referência na elaboração do projeto de artesanato indígena, feito pelo designer têxtil Renato Imbroísi, profissional reconhecido internacionalmente pelo desenvolvimento de trabalhos com diversas nações indígenas do Brasil e povos do exterior. Atua também como consultor da Fibria em diferentes projetos em outros estados.

Já em 2017, com o intuito de promover a socialização e dar continuidade ao projeto de revitalização cultural, a Fibria, por meio do Plano de Sustentabilidade Indígena Ofayé (PSIO), participou da inauguração do Centro Cultural Indígena Xahta Xehita-há, localizado na Aldeia Anodi, em Brasilândia (MS).

 A doação dos materiais para a construção do centro cultural foi disponibilizada pela empresa e os próprios índios da aldeia ergueram o espaço, cuja estrutura foi concebida a partir de eucalipto tratado com a cobertura em sapé. Em relação ao salão, a comunidade pediu para que fosse construído como uma réplica do antigo centro comunitário que aparece fotografado em um livro histórico sobre o povo Ofayé. Além de sediar reuniões e confraternizações, o Centro Cultural Indígena também funciona como ponto de encontro das mulheres da aldeia que trabalham com o artesanato Ofayé.


A Fibria também tem incentivado a produção agroecológica de mandioca e algumas frutas junto aos indígenas, com o objetivo de potencializar os cultivos que eles já produziam na aldeia.

Em Três Lagoas (MS), o artesanato indígena pode ser conferido e adquirido na mostra permanente da Casa do Artesão, localizada na circular da Lagoa Maior. A visitação é aberta ao público, de segunda a sexta-feira, nos períodos das 7h às 11h e das 13h às 17h, e aos sábados, das 7h às 12h.

3ª FESTA NA ROÇA - MATEUS ALVES.


3ª FESTA NA ROÇA PROMOVIDA PELA O ARTISTA PLÁTICO mATEUS  aLVES

 Encontro das artes em sua residência  é  sempre em Três Lagoas.
Depois da tradicionais comidas e danças sessão de fotos.


3ª Festa na Roça.

Artres

MAIS VISITADAS DO SITE